Banner

Luckro Blog

7 regras para o varejista sobreviver à recessão

Publicado por infoluckro em 7/out/2016 17:40:32

Captura_de_Tela_2016-10-07_as_17.30.19.png

Com ações simples é possível sobreviver à crise.

Todo dono ou comprador de restaurantes, lojas, mercearias e demais estabelecimentos varejistas de pequeno e médio porte sabem muito bem as dificuldades enfrentadas em decorrência da crise econômica vivida pelo Brasil.

Sem dúvida alguma, o comércio é o segmento que mais sofre e por este motivo, mais necessita fazer adequações para superar este momento de recessão.

Para que os proprietários e compradores responsáveis pela gestão destes estabelecimentos possam contar com apoio neste momento delicado do nosso país, elaboramos uma relação com 7 regras para o varejista sobreviver à recessão. Acompanhe!

1. Manter-se positivo

Por mais difícil que seja manter-se positivo e otimista diante de um cenário econômico não muito favorável, esta consiste na primeira regra para sobreviver à recessão.

Sem ela, é impossível realizar ações eficazes para manter o negócio funcionando e com bons lucros.

Principalmente proprietários e líderes de empresas, independentemente do porte, necessitam transmitir confiança para que a equipe de colaboradores se mantenha motivada e trabalhando com afinco e dedicação.

Por esta razão, o grande desafio é não mais lamentar a crise e sim começar a pensar como agir efetivamente diante dela.

Essa atitude é um diferencial importantíssimo para que seu comércio continue crescendo e consiga vencer a instabilidade, financeira e emocional, gerada pela crise econômica.

2. Fazer um filtro na lista de fornecedores

Um dos passos essenciais para enfrentar a recessão é sem dúvida reduzir custos, a começar por fornecedores, que representam a maior parcela de valor para as empresas.

A primeira ação deve ser buscar fazer negociações com os fornecedores atuais no intuito de estabelecer melhores preços ou condições de pagamento. Caso isso não ocorra, é o momento de contar com novos fornecedores.

Para isso, devem ser feitas novas cotações com fornecedores a fim de identificar aqueles que oferecem a mesma qualidade a um preço menor que os atuais.

Para auxiliar proprietários e compradores nesta missão, o aplicativo Luckro se apresenta como uma viável e prática alternativa, já que ele disponibiliza de maneira acessível a opção de cotação de produtos e busca por fornecedores.

3. Ser transparente com a equipe

Embora mantenha a positividade, é indispensável que o líder seja, dentro do possível, transparente com a equipe.

Converse com seus colaboradores mencionando a importância de todos trabalharem focados na redução de custos e aquisição de novos clientes, mantendo-os engajados.

Também é muito válido abrir um espaço para participação das pessoas da equipe para que eles possam dar sugestões de melhorias para o negócio.

Pela experiência diária que possuem quanto à execução das principais tarefas que envolvem o negócio, muitas vezes alguns colaboradores, por meio de ideias simples, proporcionam grandes soluções.

4. Para o varejista sobreviver à recessão, é preciso se comunicar

Não há dúvida de que a melhor maneira de vencer a crise é buscar comunicar-se com as pessoas atuantes no mercado.

Nada pior para um empresário ou comprador que manter-se fechado em um casulo esperando que a “tempestade” passe.

É indispensável procurar conversar com pessoas experientes no ramo, colaboradores de confiança, parceiros etc.

Pesquisar ideias inovadoras no ramo de atividade e buscar adequá-las ao negócio pode ser a chave para solucionar muitos problemas.

Para auxiliar ainda mais o varejista a estabelecer uma comunicação eficaz em seu mercado de atuação, o aplicativo Luckro também poderá ser de grande ajuda. Utilizar os posts comuns, alertas ou Falta é a melhor forma para uma boa comunicação.

Além disso, também existe a opção de comunidades públicas, canal pelo qual o empresário poderá compartilha ideias e interagir com outros.

Sobretudo nos momentos de dificuldade, o brasileiro é muito colaborativo e para superar a crise econômica, sem dúvida alguma a união é que faz a força.

5. Intensificar a propaganda

Por falar em divulgação do seu produto ou serviço, esta consiste em uma das regras de ouro no que diz respeito a como o varejista sobreviver à recessão.

Muitos podem pensar que esta regra não condiz com a realidade, já que seria necessário investir uma fortuna em marketing e propaganda. Nada disso!

Atualmente, com todas as facilidades fornecidas pela internet e amplo acesso às redes sociais, de forma objetiva e gratuita os varejistas poderão divulgar seus produtos.

O Facebook por exemplo transformou-se na maior vitrine de negócios a nível local e mundial. Para que o estabelecimento aumente as vendas, com toda certeza, ele precisa marcar presença nas redes.

Uma boa estratégia consiste em fazer boas fotos dos seus produtos e divulgá-las no Facebook, informando telefones e demais formas de contato.

Para um restaurante, por exemplo, caprichar nas imagens dos pratos principais e vinculá-las à publicação pode impactar muito mais no faturamento do que muitos proprietários imaginam.

Em tempos de crise, é indispensável usar a criatividade, característica marcante do povo brasileiro.

6. Fazer promoções

No caso de lojas e mercearias que possuem um estoque de produtos um pouco mais elevado, é imprescindível verificar a possibilidade de fazer promoções.

Infelizmente, muitos proprietários e compradores acabam comprando itens a mais na expectativa de uma demanda alta e, em períodos de recessão os resultados costumam sair fora do planejado.

Neste momento, nada de lamentar e esperar vender os produtos daqui a alguns meses. É preciso ter bem claro que estoque parado corresponde a dinheiro parado.

A melhor alternativa para o varejista sobreviver à recessão é realizar promoções de produtos com uma margem de lucro menor, buscando atrair a atenção dos consumidores.

7. Valorizar os colaboradores

Durante períodos de crise econômica muitos empresários, movidos pela necessidade de reduzir custos, acabam cortando ou reduzindo benefícios dos colaboradores ou demitindo pessoas.

Embora muitas vezes, diminuir a equipe seja necessário, é de suma importância que os proprietários busquem incentivar seus colaboradores, mantendo suas condições de remuneração intactas e buscando formas de premiação ou recompensas a um custo baixo.

Nenhum negócio pode prosperar sem a ajuda das pessoas. Por esta razão, valorizar profissionais competentes e comprometidos com os resultados é uma das melhores estratégias para o varejista sobreviver à recessão.

Captura_de_Tela_2016-10-07_as_17.30.02.png

Para encarar a crise é fundamental valorizar os colaboradores.

O que achou deste conteúdo? Compartilhe conosco sua opinião! Se quiser saber mais a respeito do assunto, visite o site e acompanhe nossas atualizações. Sua empresa só tem a ganhar.

 

Leia também:

Marketing de varejo

Relações comerciais

Topics: Varejo, Dicas, crise econômica, varejista, recessão

Assine atualizações por Email

Posts por Topico

Veja todos

Capitulo do Futuro das Vendas (em breve!)

Aqui debatiremos as mudanças e disrupções dos processos e equipes de venda que atendem aos varejistas